O silêncio necessário

Quem deseja ouvir a Deus, deve aprender a amar o silêncio.


Muitas pessoas falam da dificuldade de experimentar Deus na própria vida e, em muitas realidades, o que falta para muitos, é silenciar-se nesse mundo de constante ruído e infinitas informações.

                Quem deseja ouvir a Deus, deve aprender a amar o silêncio. Ficar em silêncio diante de Deus é expressar a nossa admiração por Ele, sinal de profundo respeito e zelo. Não podemos achar que se trata de um tempo perdido ou sem sentido, como o mundo barulhento afirma, mas é o exercício de se ausentar do mundo exterior, dos sons ou ruídos, das vozes desnecessárias e alimentar o sentimento de uma acolhida cordial d'Aquele que deve ocupar o centro de nossas vidas.

                Deus deseja falar dentro do coração, na intimidade da nossa alma e O compreenderemos, redescobrindo no silêncio e na adoração, essa intimidade de quem deseja estabelecer um vínculo de amor. Ouvindo a Deus, criamos essa intimidade comum, acolhendo sua Palavra e dispondo nossa vida a praticá-la. Trata-se de um silêncio ativo, que aguarda essa palavra desejada e se deixa conduzir por ela.

                Como é desafiador viver o silêncio interno, pois não se trata de apenas fechar a boca, mas silenciar o coração das preocupações e ansiedades, aquietando a alma. Dessa forma, a suavidade das palavras do Senhor, encontrará descanso e repouso em nós.

                 Que possamos, na agitação de nossos dias, impor esse tempo de recolhimento e silêncio e experimentaremos os frutos desse momento. Emprestando nosso coração ao Amor infinito, teremos nossas vidas transformadas pelas riquezas que Ele pode nos oferecer.

anuncio