Só Deus basta

Que na inteligência de nossas escolhas, esbarremos nosso olhar no olhar de Deus.


Impressiona-me o modo como a intolerância ganhou espaço no comportamento humano e a agressividade, em todas as suas formas, vem fazendo parte da postura das pessoas.

                Cresce o sentimento de ódio e esses ressentimentos geram comportamentos de rivalidade, de intrigas e de violência entre as pessoas.

                Recordava-me das belas palavras rezadas por Santa Tereza de Jesus convidando-nos a não nos perturbarmos com nada, pois somente Deus basta e, confesso, que realmente é tudo o que nos basta, tudo o que nos preenche, tudo o que nos satisfaz.

                Existem pessoas que escolhem ser infeliz e viver compartilhando suas amarguras, distribuindo ressentimentos e mágoas por onde passam e contaminando muitos ambientes. Essas pessoas são transformadas naquilo que cultivam, partilhando daquilo que o coração está cheio, prolongando ressentimentos que envelhecem a alma.

                Encontrados por um olhar que é misericórdia e mansidão, de um Deus que se declara em amor por nós, sentimos o coração ser transformado, deixamos que a alma seja visitada e permitimos que a vida esteja a serviço do bem e do amor. Tudo isso é uma questão de escolha.

                Que na inteligência de nossas escolhas, esbarremos nosso olhar no olhar de Deus. Sim, somente Deus basta! A escolha é nossa e que, a partir desse encontro, somente as coisas boas permaneçam em nós, florescendo o mundo que está ao nosso redor, com sentimentos nobres, com escolhas acertadas e com o amor sendo espalhado em cada palavra, olhar e gesto.

anuncio