Um anúncio nos é dado

É Natal! Deus faz sua habitação entre nós!


                Estamos para celebrar o Natal do Senhor Jesus, tempo em que o mundo respira um pouco mais de paciência e calma, influenciados por essa "magia" própria que o Natal nos oferece.

                Escrevendo em seu livro A infância de Jesus, Bento XVI fala-nos da vida normal de Jesus, um operário provinciano que não parece esconder qualquer mistério, sendo Ele, a luz que veio para iluminar todas as trevas. Jesus é a "tenda armada" do Verbo, Aquele que vem de Deus e que é o próprio Deus".

                Recordar a trajetória do anúncio do Anjo, da gravidez de Maria e do nascimento de Jesus, narrados pelo Santo Evangelho, é perceber os muitos sinais que Deus nos oferece por essa História, mostrando o coração fechado e insensível do ser humano, incapaz de acolher essa Boa Nova.

                Jesus se identifica com os pobres e os abandonados e seu nascimento é a confirmação dessa identidade. O acontecimento do presépio fortalece a esperança humana e Ele é apresentado, em primeiro lugar, aos mais humildes e abandonados.

                É Natal! Deus faz sua habitação entre nós! Ele assume a condição humana em todos os sentidos, exceto o pecado e nos apresenta o Céu como nosso limite e nossa meta. Bem-aventurados os que, ouvindo esse anúncio, se deixam ser guiados por essa "luz".

                Que possamos reencontrar o sentido maior dessa celebração. Que longe do "apetite comercial", recolhamo-nos em contemplação diante do que nossos olhos podem ver. Deus se faz Homem e vem habitar entre nós. Eis o maior de todos os anúncios!

                Que o seu Natal seja de paz e de muito amor no coração! 

                Que esse Natal seja a oportunidade de trazer Deus novamente para os nossos corações e não mais nos separarmos d'Ele!

anuncio