Técnico Agrícola, profissional na linha de frente do Agronegócio no Brasil

Dia do Técnico Agrícola, 5 de novembro, importantes razões para comemorar.


O Dia do Técnico Agrícola, comemorado em 5 de novembro, anualmente, em todo o território nacional, presta homenagem aos profissionais que estão na linha de frente do Agronegócio no Brasil. Responsáveis por apoiar a produção agropecuária, em suas diferentes etapas de desenvolvimento, os Técnicos Agrícolas estão diretamente ligados ao sucesso do setor, que é o grande motor da economia do país. Desde o surgimento da profissão, desafios e superações fizeram parte desta trajetória centenária.

A profissão de Técnico Agrícola surgiu com a criação do "Curso de Capatazes Rurais", oficialmente lançado em 5 de novembro de 1910, na Escola Técnica de Agricultura em Viamão (ETA), no Rio Grande do Sul. A iniciativa visava, por meio da qualificação profissional, estabelecer as condições necessárias para a realização de um projeto nacional: transformar o país numa grande potência produtora de alimentos para o mundo. A primeira turma de formandos, em 1914, sequer imaginava que ali estavam sendo constituídos os alicerces de uma profissão que mudaria o Brasil.

Com o início da modernização da agricultura, na metade dos anos 60, os profissionais passaram a exercer um conjunto de atividades no campo, no desenvolvimento da produção. O resultado foi a melhor safra colhida em toda aquela década. Em reconhecimento ao feito, foi promulgada, em 5 de novembro de 1968, a Lei nº 5.524, que instituiu a profissão de Técnico Agrícola. A partir de então, os profissionais tornaram-se habilitados a exercer trabalhos de sua especialidade, prestar assistência técnica e elaborar e executar projetos compatíveis com a sua formação profissional.

Os Técnicos Agrícolas, no decorrer dos anos seguintes, obtiveram outras importantes conquistas: entre elas, a regulamentação da profissão (Decreto nº 90.922/1985); a condição de profissional liberal (Portaria nº 3.156/1987); a ampliação do campo de exercício profissional (Decreto nº 4.560/2002); a criação do Conselho Federal dos Técnicos Agrícolas - CFTA (Lei nº 13.639/2018).

As pressões e manobras contrárias ao processo evolutivo da profissão foram inúmeras, porém não suficientes para impedir que os Técnicos Agrícolas, conscientes de seu poder de luta, pautados nos valores da ética, cooperativismo e solidariedade, ocupassem o lugar no mercado de trabalho que lhes é de direito.

A Diretoria Executiva do Conselho Federal dos Técnicos Agrícolas (CFTA) saúda a todos os profissionais, pela passagem do Dia do Técnico Agrícola, ciente do decisivo papel que eles exercem em nossa sociedade, no desenvolvimento econômico do nosso país.

Parabéns a todos os Técnicos Agrícolas do Brasil! 

anuncio