Em votação com o Sindicato dos Metalúrgicos, trabalhadores da Novelis aprovam proposta salarial

Campanha sugere 10,5% de reajuste de salário na nova campanha


Campanha sugere 10,50e reajuste de salário na nova campanhaCampanha sugere 10,50e reajuste de salário na nova campanha (Foto : Divulgação)

Em assembléia com o Sindicato dos Metalúrgicos, trabalhadores da Novelis de Pindamonhangaba aprovaram a proposta de campanha salarial. A aprovação aconteceu nessa segunda-feira (27).

De acordo com o dirigente sindical na Novelis, Odirley Prado, a proposta foi apresentada na última quinta-feira (23) durante reunião entre os sindicatos, a bancada patronal e a Federação dos Metalúrgicos da CUT (FEM-CUT/SP). Segundo o sindicato, a proposta sugere o reajuste de 10,5% nos salários, em parcela única, retroativo à data-base da categoria, dia 1° de setembro. 

"Na negociação deste ano está muito difícil chegar no índice da inflação, muitas bancadas patronais ainda estão querendo parcelar o valor. Aqui na Novelis a gente conseguiu em parcela única e ainda um valor com aumento real de salário", disse Odirley, que também é membro da Federação.

O índice da inflação da categoria medido pelo INPC dos últimos 12 meses foi de 10,42%. A Novelis atua no ramo do alumínio e emprega atualmente 1.300 pessoas em Pinda. Ela é subsidiária da Hindalco, a maior empresa do grupo indiano Aditya Birla.

Em nota oficial divulgada às 17h, "A Novelis informa que as negociações de reajuste para os colaboradores de sua fábrica em Pindamonhangaba (SP), entre o SINDICEL (Sindicato Patronal que a representa) e a FEM CUT (Federação dos Sindicatos de Metalúrgicos da CUT/SP), estão em andamento. Cabe agora, aos sindicatos das bases, a realização das assembleias para aprovação da proposta. A Novelis reforça que respeita as atividades desenvolvidas pelos sindicatos de classe e preza pelo diálogo transparente entre as partes".

anuncio