Toyota apoia inauguração de novo andar de exposições do Museu Histórico da Imigração Japonesa

Museu ainda conta com andares dedicados à história da nação japonesa, à vinda dos primeiros imigrantes ao Brasil, à sua evolução e à chegada de empresas nipônicas ao Brasil


A partir de hoje, 22 de junho, o Museu Histórico da Imigração Japonesa inaugura uma nova área de exposição no nono andar do prédio Bunkyo - Sociedade Brasileira de Cultura Japonesa e de Assistência Social, no bairro da Liberdade, em São Paulo. Dedicado a contar a história da comunidade nipo-brasileira a partir dos anos 50, o espaço contou com o patrocínio da Toyota do Brasil e outras empresas de origem japonesa que atuam no País para a realização de toda a reforma, modernização e adequação do local. 

O novo espaço conta com um acervo inédito de exposição de armaduras de heróis pop vindas diretamente do Japão, como as do Jaspion, Jiraya e Ultraman; uma enorme tela sensível ao toque que projeta toda a linha do tempo do anime no Brasil, desde o Astro Boy, passando por Dragon Ball e Naruto; além de itens de cosplays e mangás como forma de ligar os jovens à cultura japonesa. 

Prevista para ser concluída até o final de junho, mês em que se comemora os 114 anos da imigração japonesa, a reforma também contempla a instalação de uma cafeteria para trazer conveniência e conforto durante a visitação. 

Revitalização do Museu 

O Museu ocupa o 7º, 8º e 9º andares do prédio do Bunkyo. Ao todo, são aproximadamente 1.500 m².

No 7º andar é possível visitar passagens importantes do início da imigração, como uma réplica do navio Kasato-Maru, que trouxe para o Brasil os primeiros imigrantes contratados para trabalhar em fazendas de café, em 1908, bem como uma reprodução da cabana do imigrante. 

O 8º andar retrata a vida dos japoneses a partir dos anos 30, quando a comunidade japonesa começa a viver uma nova fase de desenvolvimento no Brasil com a introdução de novas espécies de produção agrícola, o surgimento da agricultura integrada, a evolução do movimento de cooperativismo, os primeiros passos para a vida na metrópole, o início das atividades no comércio e na indústria, a retomada da imigração e a chegada de empresas japonesas ao País.

anuncio