Pinda tem uma das menores taxas de mortalidade neonatal do Estado

Os dados referem-se a 2019 e foram recentemente divulgados pelo Sistema de Informações sobre Nascidos Vivos


Pindamonhangaba registrou uma das menores taxas de mortalidade infantil neonatal do Estado e a melhor posição perante os municípios da região do Vale do Paraíba. Os dados referem-se a 2019 e foram recentemente divulgados pelo Sistema de Informações sobre Nascidos Vivos (SINASC) da Secretaria de Saúde do Estado de São Paulo, indicando que a cada 1.000 nascidos vivos, apenas sete vieram a óbitos.

 

A média estadual apurada é de 12,79. Segundo os dados, Pindamonhangaba ocupa a primeira posição perante os municípios da região e a 126ª colocação entre os 431 municípios que têm esse levantamento, dentre partos realizados na rede pública e privada.

Durante o período apurado, Pindamonhangaba foi o 47º, dentre os 645 municípios do Estado, com o maior número de partos realizados, totalizando 2.286 nascimentos realizados e não houve registro de mortalidade maternal. PS Gestante - Um dos fatores que explica o sucesso dessa colocação foi a implantação do Pronto Atendimento Saúde Gestante (PASG), implantado pela Prefeitura em parceria com a Santa Casa de Misericórdia. Mensalmente o PASG realiza uma média de 2.400 procedimentos, garantindo um grande avanço para a saúde do município.

O convênio prevê a realização de consultas médicas, consultas para o recém-nascido em seus primeiros dias, consultas de enfermagem, serviços de análise laboratorial, ultrassonografia transvaginal e obstétrica, tococardiografia, medicações e outros procedimentos. A média de consultas médicas totaliza quase 2 mil atendimentos por mês.

Para melhorar o atendimento, a direção da Santa Casa e a Prefeitura de Pindamonhangaba vêm trabalhando para captação de recursos junto a emendas parlamentares, estando previsto a chegada de R$ 600 mil para novos investimentos e melhorias no atendimento às gestantes.

anuncio