Não precisamos prender, e sim tratar bem!

O amor será recíproco.




Na imagem o beija-flor-violeta, toma água na mão, é a natureza em harmonia.

O beija-flor-violeta é uma ave apodiforme da família Trochilidae, também conhecidos como colibri, cuitelo, chupa-flor, guanambi ou ainda como "as jóias da natureza", em abundante pela natureza

Seu nome científico significa: do (espanhol) colibri = nome espanhol para beija-flor; e do (latim) coruscans = brilhante, cintilante. ? Beija-flor cintilante. Além do Brasil, o Beija-flor-de-fronte-violeta também pode ser encontrado no Paraguai, Uruguai e Argentina.

Lado dorsal, flancos e coberteiras das asas verde bronze brilhante; alto da cabeça mais verde azulado e mais opaco no brilho; mento, garganta, manchas no lado do pescoço e lado ventral azul violeta brilhante; parte inferior da garganta e peito em luminoso verde brilhante, aparentando escamas; supracaudais verde douradas; infracaudais verde azuladas com estreitas bordas cinza; cauda de um forte verde azulado brilhante (lado inferior mais azul) e com faixa subterminal mais escura; asa púrpura enegrecida; bicos e pés pretos. Medidas:

Machos: Asa: 88mm, Cauda: 53mm, e Bico: 23mm e as Fêmeas: Asa: 79mm, Cauda: 48mm, e Bico: 22mm.

Curiosidades

  • O que um beija-flor ingere de néctar por dia equivale a um ser humano ingerir cerca de 5 kg de açúcar por dia!
  •  A lenda do Beija-flor-de-fronte-violeta conta a história de uma índia da tribo Tupinambá que de tão linda, encantava os olhos de todos, inclusive os do próprio Deus Tupã. Com todo o seu poder, Tupã cessava as chuvas para que o sol pudesse brilhar por onde a linda índia passava. Tudo isso causava muita inveja as demais mulheres da tribo, já que todos os homens solteiros queriam se casar com ela.

    O pajé da tribo, outro admirador da bela moça, a tratava melhor do que sua própria filha, sempre com presentes e mimos. Toda essa atenção despertou a ira e a inveja de sua herdeira  que não aguentando mais ser deixada de lado, arquitetou um plano para acabar com a índia que tirava seu sono.

    Ela convidou a bela índia para um passeio pelas matas e, chegando em um desfiladeiro, não perdeu a chance! empurrou a inocente índia penhasco abaixo! Em queda livre, era possível escutar os gritos da índia por toda a mata, chegando até os ouvidos do Deus Tupã. Este, num ato desesperado para salvar a jovem, a transformou numa bela ave, que saiu voando e se salvou do terrível destino. Nascia assim, o Beija-flor-de-fronte-violeta, imortalizando a beleza da jovem índia pelas matas e florestas do Brasil.

    Por fim, a lenda ainda diz que este beija-flor traz sorte e prosperidade para os lugares e para as pessoas a quem ele visita.


Fontes: wikipedia / clorofilaa

anuncio