"Digo aos canalhas que nunca serei preso", diz Bolsonaro durante discurso em SP

Presidente chegou cercado de seguranças na Avenida Paulista, de onde falou com apoiadores.


Bolsonaro discursa na Avenida Paulista, em SP. Bolsonaro discursa na Avenida Paulista, em SP. (Foto : Divulgação)

O presidente Jair Bolsonaro (sem partido) discursou na tarde desta terça-feira (7) em São Paulo. Milhares de apoiadores acompanharam o momento entre gritos de 'mito'. 

Bolsonaro novamente fez ameaças ao STF (Supremo Tribunal Federal) e atacou pessoalmente o ministro Alexandre de Moraes

"Sai, Alexandre de Moraes, deixa de ser canalha, deixa de oprimir o povo brasileiro", disse Bolsonaro.

Mesmo com o projeto do voto impresso já ter sido derrubado pelo Congresso, o presidente voltou ao assunto. 

"A alma da democracia é o voto, não podemos admitir um sistema eleitoral que oferece qualquer segurança por ocasião das eleições. E não é uma pessoa do TSE (Tribunal Superior Eleitoral) que vai nos dizer que este processo é seguro porque não é. Um ministro do TSE, usar sua caneta e desmonetizar páginas que criticam esse tipo de votação. Queremos voto auditável e contagem pública dos votos", disse Bolsonaro. 

Jair Bolsonaro agradeceu e pediu o apoio da população. 

"O apoio de vocês é primordial, é indispensável para seguirmos adiante".

Por fim, Bolsonaro disse que nunca será preso. 

"Dizer àqueles que querem me tornar inelegível em Brasília: Só Deus me tira de lá. Digo aos canalhas que eu nunca serei preso. A minha vida pertence a Deus, mas a vitória é de todos nós", conclui. 

 

anuncio